vacina peixes 2

Centro ainda desenvolve pesquisas científicas para o desenvolvimento de vacinas contra outras bactérias

O Centro de Pesquisa de Aquicultura do Instituto de Pesca (IP-APTA), vinculado à Secretaria de Agricultura de São Paulo, informou que prossegue com o desenvolvimento de uma vacina capaz de deletar genes de patogenicidade da bactéria F. noatunensis subsp. orientalis. “Um desafio bem ousado para aumentar as armas dos produtores contra esta doença de grande impacto na tilapicultura nacional”, opinou o Diretor do Centro de Pesquisa de Aquicultura, pesquisador científico Leonardo Tachibana. 

O Centro de Pesquisa de Aquicultura desenvolve ainda pesquisas científicas para o desenvolvimento de vacinas contra outras bactérias: Francisella noatunensis subsp. orientalis, Streptococcus agalactiae (tipo Ib e III) e Aeromonas hydrophila, assim como estudos para a produção de uma vacina polivalente. O uso das vacinas no cultivo de peixes tem se tornado uma ferramenta importante para o controle de enfermidades bacterianas e virais.

O diretor explica que “o uso de antibióticos para o tratamento de doenças bacterianas na Aquicultura também traz uma série de preocupações em relação ao impacto dos resíduos no meio ambiente, e na segurança alimentar da população.

A sua utilização também tem sido muito questionada devido à proliferação de bactérias resistentes, que podem representar um risco para a saúde de outras espécies animais, bem como a humana”.

 

Fonte: Colpani - Grupo Águas Claras, 22/Junho/2020 (https://www.grupoaguasclaras.com.br/ip-apta-estuda-vacina-para-bacteria-f-noatunensis-subsp-orientalis)