caminhao plataforma educativa

Projeto Plataforma Educativa ficará em Ilha Comprida até o dia 5 de julho. Aulas acontecem dentro de um caminhão em Ilha Comprida, SP


Uma unidade móvel do projeto Plataforma Educativa está estacionada em Ilha Comprida, no litoral de São Paulo, oferecendo de maneira gratuita atividades voltadas à qualificação profissional em pesca, educação ambiental, saúde e segurança para comunidades pesqueiras. O posto itinerante ficará na cidade até 5 de julho.
O local funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, no Espaço Cultural Plínio Marcos, na Avenida São Paulo, 1.000, no bairro Balneário Adriana. As atividades acontecem no interior de um caminhão baú de 12 metros de comprimento, que se transforma em uma sala de aula para atender até 30 alunos.
Há quatro atividades previstas na programação em Ilha Comprida até o dia 5 de julho: as ações educativas “Entenda o Lixo” e o “Tarô Ambiental”, o curso “Formação de Aquaviários Nível 1 (POP)”, em parceria com a Marinha do Brasil, e “Agregação de Valor ao Pescado”, com o Instituto de Pesca de São Paulo.
Depois, a unidade móvel seguirá para outros municípios do litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro. Ao todo serão quatro municípios visitados em 2019, no período de junho a outubro.
Confira mais informações sobre os cursos e atividades:
Entenda o Lixo – Conversa sobre questões relacionadas ao lixo marinho, tipos de resíduos, possíveis origens e ações necessárias para a mitigação e solução do problema. Com a equipe do Instituto Costa Brasilis e Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IOUSP). Para estudantes e professores.
Inscrições: Unidade Móvel do Plataforma Educativa.
Tarô Ambiental – A atividade passa de forma lúdica conceitos de preservação do meio ambiente. A cada rodada é tirada uma carta que traz um tema de discussão. Com a equipe do Instituto Costa Brasilis. Para estudantes e professores.
Inscrições: Unidade Móvel do Plataforma Educativa.
Formação de Aquaviários Nível 1 (POP) – Com o diploma do curso, os participantes ficam habilitados a tirar a Caderneta de Inscrição e Registro (CIR), exigida pela Marinha do Brasil para exercer a profissão de pescador. Para participar é necessário ter mais de 18 anos, ser alfabetizado e apresentar uma série de documentos exigidos, além de ser aprovado em um teste físico promovido pela Marinha.
Quando: 24 de junho a 5 de julho. Segunda a sexta, das 9h às 17h.
Inscrições: Colônia de Pescadores Z7 Veiga Miranda. 30 vagas.
Agregação de Valor ao Pescado – Nesse curso serão abordadas tanto as tecnologias tradicionais de conservação quanto as inovadoras e emergentes, incluindo os fatores que afetam a qualidade da matéria prima e do produto final. Com carga horária total de 16 horas, ocorrendo entre os dias 17 e 19 de junho, sendo seu público alvo, pescadores e demais pessoas envolvidas com a manipulação do pescado.
Quando: 17 de junho, das 14h às 18h – 18 de junho, das 8h às 12h e das 14h às 18h e dia 19 de junho, das 8h às 12h.
Inscrições: a partir do dia 4 de junho na Unidade Móvel.

 

 

Fonte: Rede Arrastão, Junho/2019 (http://redearrastao.com.br)

Para acessar a notícia clique aqui