Up

2011

MORFOLOGIA DOS OTÓLITOS, IDADE E CRESCIMENTO DE BERYX SPLENDENS LOWE,1834 E HOPLOSTETHUS OCCIDENTALIS WOODS, 1973 (BERYCIFORMES) NOATLÂNTICO SUDOESTE (22ºS-29ºS), BRASIL

MORFOLOGIA DOS OTÓLITOS, IDADE E CRESCIMENTO DE BERYX SPLENDENS LOWE,1834 E HOPLOSTETHUS OCCIDENTALIS WOODS, 1973 (BERYCIFORMES) NO ATLÂNTICO SUDOESTE (22ºS-29ºS), BRASIL

Autor: Adrielen da Silva Rondon

Orientador: André Martins Vaz-dos-Santos

Data: 29.09.2011

Resumo:

Na região Sudeste-Sul do Brasil, o estudo da ictiofauna de áreas de plataforma continental é bem consolidado e, entre 1996 e 2006, levantamentos na Zona Econômica Exclusiva trouxeram novos aportes em termos de biodiversidade e de potencialidade pesqueira. Duas espécies da ordem Beryciformes se destacaram nas capturas de arrasto-de-fundo e como elementos importantes da fauna de profundidade: Beryx splendens Lowe, 1834 (Berycidae) e Hoplostethus occidentalis Woods, 1973 (Trachichthyidae). Especialmente B. splendens tem sido registrado nos desembarques de pescarias comerciais e constitui item importante da dieta de outros peixes. Otólitos são concreções calcárias que tem múltiplas aplicações em estudos sobre ecologia, ictiologia e pesca, sendo espécie-específico. Neste estudo foi realizada a caracterização morfológica das sagittae de B. splendens e H. occidentalis, através da descrição das feições do otólito, das estimativas dos índices de forma e do ajuste de regressões. Variações ontogenéticas também foram analisadas, sendo os resultados apresentados e discutidos. Com base nos otólitos, foi analisada a idade e o crescimento de B. splendens, sendo identificados peixes com até sete anos e o modelo de von Bertalanffy ajustado foi Lst = 307,61 {1 –e[-0,181 (t + 1,922)]} a partir de comprimentos padrões médios observados. Os resultados aqui apresentados constituem um marco referencial para B. splendens eH. occidentalis, pois tratam de estoques virgens à época das coletas, sendo disponibilizadas informações inéditas fundamentais para compreensão da biologia e ecologia dessas espécies, subsídio para o entendimento da dinâmica e uso do ecossistema que habitam.

Palavras-chave: Sagittae, morfologia, morfometria, crescimento.

 
DESOVA INDUZIDA E VIABILIDADE ECONÔMICA DA PRODUÇÃO DE PÓS-LARVAS E ALEVINOS DO LAMBARI-DA-MATA-ATLÂNTICA (Deuterodon iguape Eigenmann, 1907).

DESOVA INDUZIDA E VIABILIDADE ECONÔMICA DA PRODUÇÃO DE PÓS-LARVAS E ALEVINOS DO LAMBARI-DA-MATA-ATLÂNTICA (Deuterodon iguape Eigenmann, 1907).

Autor: Mauro Cornacchioni Lopes

Orientador: Marcelo Barbosa Henriques

Data: 27.09.2011

 
Steindachneridion parahybae (STEINDACHNER, 1876) (SILURIFORMES: PIMELODIDAE): PRODUÇÃO ESPERMÁTICA AO LONGO DE UM CICLO REPRODUTIVO.

Steindachneridion parahybae (STEINDACHNER, 1876) (SILURIFORMES: PIMELODIDAE): PRODUÇÃO ESPERMÁTICA AO LONGO DE UM CICLO REPRODUTIVO.

Autor: Danilo Caneppele

Orientador: Elizabeth Romagosa

Data: 29.09.2011

 
VARIAÇÃO ESPACIAL E TEMPORAL NA ABUNDÂNCIA DO CAMARÃO SETE-BARBAS, Xiphopenaeus kroyeri (HELLER, 1862), DESCARREGADO NO ESTADO DE SÃO PAULO ENTRE 1990-2009: IDENTIFICAÇÃO DAS INFLUÊNCIAS PESQUEIRAS E AMBIENTAIS.

VARIAÇÃO ESPACIAL E TEMPORAL NA ABUNDÂNCIA DO CAMARÃO SETE-BARBAS, Xiphopenaeus kroyeri (HELLER, 1862), DESCARREGADO NO ESTADO DE SÃO PAULO ENTRE 1990-2009: IDENTIFICAÇÃO DAS INFLUÊNCIAS PESQUEIRAS E AMBIENTAIS.

Autor: Juliana Almeida Kolling

Orientador: Antônio Olinto Ávila-da-Silva

Data: 29.09.2011

 
ANÁLISE DA PESCA DA FROTA ATUNEIRA DOESTADO DE SÃO PAULO: ÊNFASE AOS AGULHÕES(1971-2009)

ANÁLISE DA PESCA DA FROTA ATUNEIRA DOESTADO DE SÃO PAULO: ÊNFASE AOS AGULHÕES(1971-2009)

Autor: Natália Piva Silva

Orientador: Alberto Ferreira de Amorim

Data: 29.09.2011

 
QUALIDADE DA ÁGUA E AVALIAÇÃO DE EFLUENTE EM SISTEMA DE POLICULTIVO DE TILÁPIAS (Oreochromis niloticus) E CAMARÕES (Macrobrachium rosenbergii).

QUALIDADE DA ÁGUA E AVALIAÇÃO DE EFLUENTE EM SISTEMA DE POLICULTIVO DE TILÁPIAS (Oreochromis niloticus) E CAMARÕES (Macrobrachium rosenbergii).

Autor: Sérgio Leandro Araújo Silva

Orientador: Cacilda Thais Janson Mercante

Data: 11.10.2011

 
ANÁLISE ECONÔMICA DA RANICULTURA: VIABILIDADE INDIVIDUAL E INTEGRADA DE OPERAÇÕES.

ANÁLISE ECONÔMICA DA RANICULTURA: VIABILIDADE INDIVIDUAL E INTEGRADA DE OPERAÇÕES.

Autor: Carla Renata Moreira

Orientador: Cláudia Maris Ferreira Mostério

Data: 07.11.2011

 
IDENTIFICAÇÃO MOLECULAR, BIOLOGIA E PESCA DE TUBARÕES DO GÊNERO CARCHARHINUS (CHONDRICHTHYES - CARCHARHINIFORMES): UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A GESTÃO DA PESCA DO ESTADO DE SÃO PAULO, BRASIL.

IDENTIFICAÇÃO MOLECULAR, BIOLOGIA E PESCA DE TUBARÕES DO GÊNERO CARCHARHINUS (CHONDRICHTHYES - CARCHARHINIFORMES): UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A GESTÃO DA PESCA DO ESTADO DE SÃO PAULO, BRASIL.

Autor: Rodrigo Rodrigues Domingues

Orientador: Alberto Ferreira de Amorim

Data: 18.11.2011

 
"Aspectos ecológicos da ictiofauna em alguns rios de Mata Atlântica (APA Capivari Monos, São Paulo, SP) e identificação de espécies indicadoras".

"Aspectos ecológicos da ictiofauna em alguns rios de Mata Atlântica (APA Capivari Monos, São Paulo, SP) e identificação de espécies indicadoras".

Autor: João Alberto Paschoa dos Santos

Orientador: Katharina Eichbaum Esteves

Data: 29.11.2011

 
DINÂMICA POPULACIONAL E AVALIAÇÃO DE ESTOQUES DE Callinectes danae Smith, 1869 (Decapoda: Portunidae) NO ESTUÁRIO DE SANTOS-SÃO VICENTE, SP, BRASIL

DINÂMICA POPULACIONAL E AVALIAÇÃO DE ESTOQUES DE Callinectes danae Smith, 1869 (Decapoda: Portunidae) NO ESTUÁRIO DE SANTOS-SÃO VICENTE, SP, BRASIL

Autor: Allan Cesar Silva Scalco

Orientador: Acácio Ribeiro Gomes Tomás

Data: 23.10.2011

Resumo:
O presente trabalho teve por objetivos analisar a dinâmica populacional e avaliação do estoque de Callinectes danae, incluindo dados obtidos na avaliação da captura comercial de siris na Vila de Pescadores, Município de Cubatão (SP). O produto obtido nas amostras da pesca comercial foi composto por 04 (quatro) espécies do gênero Callinectes: o Callinectes sapidus (“siripatola”); C. danae (“siri-espadinha”); C. bocourti (“siri-fedido”) e C. exasperatus (“siri-do-mangue”) tendo como principal local de pesca o Rio Cubatão, que concentrou 53% dos desembarques analisados. A dinâmica populacional de C. danae apresenta os parâmetros de crescimento (LC, tamanho máximo assintótico; e k, constante de crescimento/ano) em 123 mm e 0,96 (machos) e 105 mm e 0,86 (fêmeas), com longevidade máxima de 3 anos, independente do sexo. As estimativas dos coeficientes de mortalidade anual (Z, total; M, natural; e F, pesca) foi relativamente maior para os machos (Z=5,19; M=1,09; e F=4,10) do que para as fêmeas (Z=3,80; M=1,06; e F=2,74), com taxas de explotação de 0,79 e de 0,72, respectivamente. As estimativas de mortalidade excluindo os dados coletados pela pesca comercial foi Z=4,63; M=1,09; e F=3,64, com taxa de explotação de 0,76. Os resultados apontam anormalidade ao estoque de C. danae na região, indicando um impacto não somente ocasionado pela pesca, mas também por outras atividades antropogênicas no ambiente estuarino, originando a degradação ambiental, e aumentando os riscos adicionais à sustentabilidade populacional dessa espécie em um nível de segurança, bem como as demais espécies do gênero.

Palavras-chave: Crescimento, mortalidade, pesca artesanal, Vila dos Pescadores

 
 
 
Powered by Phoca Download